Considerando o Boletim Epidemiológico N° 13/2020 que informou o aumento do número de casos de dengue e que o município de Joinville apresenta o maior número de casos autóctones (2.423) no Estado, o que representa 68% do total no ano de 2020.

Considerando informação importante nos programas de promoção da saúde e prevenção de doenças, e que a dengue no país é um grave problema de saúde pública, comunicamos estado de alerta para aumento de casos DE DENGUE, CHIKUNGUNYA E ZIKA VÍRUS NO ESTADO DE SANTA CATARINA.

 
1. CONHEÇA O SEU INIMIGO:

mosquito aedesA dengue é uma doença infecciosa causada por um arbovírus, e transmitida ao homem principalmente pelo mosquito Aedes aegypti. Ele é facilmente reconhecido pela cor geral marrom médio, apresentando uma nítida faixa curva, branco-prateada de cada lado do tórax e outra mais fina, reta, longitudinal, central. A fêmea do Aedes aegypti põe ovos de 4 a 6 vezes durante sua vida, em locais preferencialmente com água limpa e parada. Os ovos do Aedes aegypti podem sobreviver até 450 dias (aproximadamente 1 ano e 2 meses), mesmo que o local onde ele foi depositado fique seco. Se este local receber água novamente, o ovo volta a ficar ativo, podendo se transformar em pupa, larva, e, a partir daí, atingir a fase adulta de 2 a 3 dias. ESSA ALTA RESISTÊNCIA DOS OVOS É UM DOS FATORES QUE DIFICULTAM A ERRADICAÇÃO DESSE MOSQUITO.

O aegypti costuma picar as pessoas durante o dia. A doença não é contagiosa de pessoa para pessoa. Ela pode se manifestar de forma branda até a grave.

OS EXTREMOS DA DOENÇA:

1.1. DENGUE CLÁSSICA (Risco azul – Grupo A): Os primeiros sinais de dengue podem surgir de 3 a 15 dias após a picada do mosquito. A doença dura em média de 5 a 7 dias e, além da febre, apresenta os seguintes sintomas ilustrados na figura abaixo:

a0a54442 0d9d 4f26 a887 0cf320bc507e

Fonte: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde, 2009.

1.2. DENGUE HEMORRÁGICA (Risco vermelho – Grupo D):

Os sintomas são iguais aos da Dengue clássica e pode existir ainda, sangramento de gengivas e narinas; fezes escuras (sangramento intestinal); manchas vermelhas ou roxas na pele; dor abdominal (dor na barriga) intensa e contínua; vômitos e tonteira (desmaios, pressão baixa); diminuição da urina e dificuldade para respirar. Nesta forma mais grave, há manifestações hemorrágicas intensas que podem levar à morte.adb0b2a1 ce1d 471b 8e20 75bc94ca68c9

   Neste aspecto, o tratamento é referente aos sintomas. Para dores e febre, deve-se evitar a ingestão de medicamentos compostos por ácido acetil salicílico (AAS), que têm ação anticoagulante. Muitos são os doentes que se tratam sem orientação médica, sem conhecer o PERIGO DA AUTOMEDICAÇÃO.   

2. RECOMENDAÇÕES EMERGENCIAIS PARA EVITAR A DENGUE CHIKUNGUNYA E ZIKA VÍRUS.

É NECESSÁRIA A PARTICIPAÇÃO EFETIVA DE CADA MORADOR na eliminação de criadouros do mosquito.

• LIMPAR as calhas e lajes das casas. Se houver piscina, lembrar aos moradores de que a água deve ser sempre tratada;

• MANTER recipientes ou locais de armazenamento de água, como caixas d’água, poços, latões e tambores, BEM VEDADOS e SEM DEIXAR NENHUMA BRECHA;

• GUARDAR garrafas vazias de boca para baixo;

• ELIMINAR a água acumulada em plantas, como bambus, bananeiras, bromélias, gravatás, babosa, espada de São Jorge, dentre outras. Pratos de plantas devem ser preenchidos com areia, pois ela não interfere no crescimento e desenvolvimento das plantas e flores. A orientação é a eliminação ou, no caso de mantê-las, tratar com água sanitária na proporção de uma colher de sopa para um litro de água, regando, no mínimo duas vezes por semana, tirando sempre a água acumulada nas folhas;

• ENTREGAR pneus inutilizados para a equipe de limpeza pública, ou conservá-los em locais protegidos da água da chuva;

• IDENTIFICAR, na vizinhança, a existência de casas desocupadas e terrenos vazios, e localizar os donos para verificar se existem criadouros do mosquito;

• NÃO JOGAR lixo em terrenos baldios;

• MANTER o lixo tampado e seco até seu recolhimento;

• TAMPAR as garrafas antes de colocá-las no lixo. Alguns tipos de recipientes (plásticos) devem ser furados ou guardados em sacos plásticos fechados;

• REGULARIDADE DO SERVIÇO PÚBLICO DE COLETA DE LIXO.

Veja na figura abaixo os erros e acertos da situação para combater a doença.

certoerrado zica

Fonte: Fonte: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde, 2009.

3. IMPORTANTE !

4.1. Ao apresentar os sintomas, é importante procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento;

4.2. É essencial fazer o combate ao mosquito EM QUALQUER ÉPOCA DO ANO;

4.3. Recomenda-se que a ida ao posto de saúde, somente em caso de apresentar os sintomas relatados, pois ainda estamos no controle da pandemia pelo COVID-19.

SAÚDE A TODOS!

Referências: 1. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. O agente comunitário de saúde no controle da dengue. Brasília, 2009.; 2. DIAS, L.B.A. e colaboradores. Dengue: transmissão, aspectos clínicos, diagnóstico e tratamento. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 37(4):343-350, 2004; 3. LENZI, M. F. & COURA, C. Prevenção da dengue: a informação em foco. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 37(4):343-350, 2004, 4. VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DE SANTA CATARIANA. Dengue. http://www.dive.sc.gov.br/conteudos/boletim2020/dengue13/Boletim%20n%2013%20dengue%20chikungunya%20e%20zika%20SE%2019.pdf Acessado em: 2105/2020



SERVIÇOS:

  • pactuacao2020 2023
  • botton noticias
  • botton seguranca
  • botton radicoes
  • aedes aegypti
  • botton vigiagua
  • botton pgrss
  • botton carta
  • botton processoadm
  • botton talidomida
  • botton fiscais2
  • botton ProcessoADMSanitario
  • botton VIGIDESASTRES



 

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: