Muitas enfermidades são ocasionadas pelo consumo de água contaminada por bactérias, vírus, protozoários, helmintos e substâncias químicas, entre outros. Por isso, a qualidade da água destinada ao consumo humano é uma prioridade constante do setor de saúde.

A Portaria N.º 2.914, de 2011, estabelece que o controle da qualidade da água é de responsabilidade de quem oferece o abastecimento coletivo ou de quem presta serviços alternativos de distribuição. No entanto, cabe às autoridades de saúde pública das diversas instâncias de governo a missão de verificar se a água consumida pela população atende às determinações dessa portaria, inclusive no que se refere aos riscos que os sistemas e soluções alternativas de abastecimento de água representam para a saúde pública. A Vigilância da Qualidade da Água de Consumo Humano (VIGIAGUA) tem como finalidade o mapeamento de áreas de risco quanto à potabilidade da água para consumo humano, em determinado território, com vistas a:

 

  • Redução da morbimortalidade por doenças e agravos de veiculação hídrica;
  • Avaliação, gerenciamento e comunicação do risco à saúde decorrente das condições sanitárias das diversas formas de abastecimento de água; 
  • Monitoramento sistemático da potabilidade da água para consumo humano, nos termos da legislação vigente; 
  • Coordenação do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água (SISAGUA).


Esta área é responsável pela coordenação, avaliação e análise do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água de Consumo Humano - SISAGUA e pela identificação, acompanhamento e avaliação das ações e metas pactuadas pelos municípios no PACTO pela Saúde.

Técnicos Responsáveis pelo SISAGUA nos municípios do Estado de Santa Catarina.


Mais informações:

VIGIAGUA – PISAST

MINISTÉRIO DA SAÚDE - ÁGUA

 

Cronograma da água

Procedimentos

Roteiros de Inspeção

Legislações e documentos